O que significa “quizumba”? E quizomba? (Ou “que zumba”, “qui-zumba”, “kizumba”, “quisumba”, “kisumba”, “kizomba”…)

Pergunta: Em novelas da Rede Globo, ouve-se de vez em quando “quizumba” – ou será “que zumba”? Ou qui-zumba, kizumba, quisumba, kisumba, quizumbo…? O que significa?

Resposta rápida: “Acabou a quizumba!”, acaba de dizer Dona Dejanira na novela. A palavra quizumba, substantivo feminino, está devidamente registrada no dicionário Houaiss, que a classifica como termo da linguagem informal do Rio de Janeiro, com o significado de: “quizumba (sf) (inf) (RJ): conflito em que se envolvem numerosas pessoas; confusão“.

No português de Moçambique, por sua vez, quizumba significa “hiena” (o animal). Desse sentido original, a palavra quizumba adquiriu também o sentido de “assombração”, “alma penada”, etc., também usual em Moçambique; e do substantivo surgiu ainda o adjetivo quizumbento (feminino: quizumbenta), já incluído no dicionário de português da Porto Editora como sinônimo de “cruel” ou “traiçoeiro”.

Não é certeza, porém, que a palavra “quizumba” dos cariocas (significando “confusão”) tenha derivado da quizumba moçambicana (“hiena”) – segundo Houaiss, o etimólogo Nei Lopes teria cogitado que a quizomba brasileira teria na verdade vindo de “quizomba”, nome de uma dança típica de Angola, derivada de palavra africana para “diversão, festa”.

Aqueles que tiverem aqui chegado para descobrir o significado de uma palavra de nossa língua portuguesa acabaram levando de brinde, portanto, duas outras palavras legitimamente portuguesas:

quizumba (subst. feminino): 1. conflito, confusão; 2. hiena; 3. assombração, alma penada
quizumbento
(adjetivo): 1. traiçoeiro; 2. cruel
quizomba (subst. feminino): 1. nome de uma dança angolana; 2. diversão, festa.

Um comentário sobre “O que significa “quizumba”? E quizomba? (Ou “que zumba”, “qui-zumba”, “kizumba”, “quisumba”, “kisumba”, “kizomba”…)

  1. Confesso que, que um dia cheguei em casa muito doente, após um dia esgotante de trabalho, febre, alta muito frio e cansaço inexplicável. Como cheguei ocupei uma cama para o repouso, após pesado sono, acordei altas horas, com vaga lembrança, mas me sentia saudável como é uma predisposição invejável como se tivesse com meus vinte anos. Recordando recortes do meu sonho, me vi envolto por pessoas que cantavam e rezavam em torno de mim dentro de uma espécie de tenda coberta de sapê. Do lado de fora som de atabaques e muita dança e festa. Neste dia eu acredito que fui socorrido pelos Deuses africanos. Uma palavra me torturava a mente, como se eu precisasse conhece-la. Pesquisei no Google na maneira que ela vinha em minha mente, kizumba. Encontrei comentários que dizia ser, pessoas que se reuniam para cantar e rezar em meio de muita festa e dança. Eu sei que neste dia Eu estive lá sendo curado.

    Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s