“Jogo duplo” não tem hífen

A Folha de S.Paulo publicou hoje que “filho de Cerveró buscou Procuradoria Geral da República após desconfiar de ‘jogo-duplo’ de advogado.

Só em uma manchete, dois erros da Folha – e ambos, erros de mau uso do hífen. “Procuradoria-Geral” (assim como Procurador-Geral, e, via de regra, todo nome de cargo ou função com um substantivo seguido do adjetivo “Geral”) leva hífen, como já escrevemos aqui.

Por outro lado, “jogo duplo” simplesmente não leva nem nunca levou nem teria por que levar hífen. É “jogo duplo”, sem hífen, sempre, desde sempre e para sempre.

Como já dizemos em publicação sobre “senso comum”, o hífen não aparece simplesmente porque queremos, ou de enfeite. O uso original do hífen tem um propósito bem delimitado: marcar o surgimento de um novo termo, formado pela junção de duas ou mais palavras que, quando unidas, ganham um sentido completamente novo, necessariamente diferente da simples soma dos sentidos originais das palavras que o compõem. É por essa razão que a palavra ano-luz, nome de uma medida de distância, leva hífen, mas “ano passado” não; ou por que tio-avô, peixe-espadaporta-vozsegunda-feira têm hifens, mas “pai adotivo” ou “pai dedicado”, “peixe cru” ou “peixe frito”, “porta secreta” ou “porta traseira” e “segunda esposa” ou “segundas núpcias” não levam hífen.

Em “jogo duplo” – assim como em “senso comum”, ou em “greve geral” (tema de outra publicação passada), ou em “hora extra” (idem) não temos uma única palavra, mas duas – “jogo” e “duplo” -, que não têm qualquer motivo para serem ligadas por hífen.

Há, é certo, entre muitos brasileiros e portugueses, uma verdadeira “mania hifenizadora”: uma tendência a colocar hifens em toda e qualquer expressão feita. Há quem escreva, por exemplo, fim-de-semana, décimo-segundo, assembleia-geral – todo errados. O certo é “fim de semana”, “décimo segundo”, “senso comum”: todos sem hífen.

É por essa mesma razão que “jogo duplo” se escreve sem hífen. Por não se tratar de uma palavra, não aparece nos dicionários e vocabulários – mas o sempre excepcional Houaiss traz a expressão, dentro das definições e exemplos do substantivo “jogo”:

jogo duplo  fig.
ato de fingir simultaneamente para dois oponentes estar servindo apenas à sua causa ou aos seus interesses

(Retirado do Grande Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, versão online)

5 comentários sobre ““Jogo duplo” não tem hífen

  1. Pingback: Conta corrente não tem hífen | DicionarioeGramatica.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s