Bizonho não existe, e bisonho não significa bizarro

Capa da Folha de S.Paulo trazia a manchete “Propina para favorecer concorrentes seria ‘bisonho’, diz advogado“.

Muitas pessoas usam as palavras “bizonho” ou “bisonho” como sinônimos de “bizarro” (“estranho”). No entanto, a palavra “bizonho” (com “z”) simplesmente não existe; e a palavra bisonho, com “s”,  não significa bizarro: a palavra bisonho significa “inexperiente”.

Como sinônimo de “estranho”, “excêntrico”, “esquisito”, pode-se usar a forma “bizarro“.

Já a palavra “bisonho” só deve ser usada mesmo com o sentido de inábil, inexperiente – com uso frequente no jargão militar. Como indica o Aulete:

bisonho (feminino: bisonha) – adjetivo:
1) inexperiente nos misteres da guerra; não aguerrido.
2) Pouco adestrado em qualquer arte, ofício ou mister, novato, inábil acanhado

substantivo masculino:
1) soldado inexperiente, recruta. 

Definição retirada de http://www.aulete.com.br/bisonho

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s