O feminino de piloto é pilota

maria-villota-en-coche-de-formula-1

O feminino de piloto é pilota (pronúncia /pilôta/) – como se vê em dicionários portugueses e brasileiros, como o Dicionário Priberam (clique aqui para ler), que define “pilota” como: 1. Mulher que dirige uma embarcação, uma aeronave ou um veículo em provas automobilísticas; 2. Mulher que dirige alguma coisa, e como o brasileiro Grande Dicionário Sacconi:

IMG_2320-2

Para que expressões como “piloto chinesa” ou “a piloto” não fossem erros de gramática, a palavra piloto teria de ser um substantivo de dois gêneros (como repórter, jovem, mártir, fã, dentista, etc.). No entanto, a palavra piloto – como bem ensina o Dicionário Aurélio e o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (VOLP) da Academia Brasileira de Letras – é um substantivo apenas masculino: não existe “a piloto”, nem “uma piloto”, ou “piloto chinesa”. O certo, como ensinam também os gramáticos Napoleão Mendes de Almeida, Sacconi e o Professor Pasquale,  é simplesmente “a pilota”: uma pilota chinesa, uma pilota de avião, uma pilota de moto, uma pilota de fórmula 1, uma copilota, etc.

A maioria dos dicionários em papel não registra pilota separadamente, simplesmente porque os dicionários em geral não registram o feminino dos substantivos. Os dicionários não indicam qual o feminino de professor ou ministro, mas é óbvio que não se diz “a professor” nem “a ministro”. Aliás, nem tão óbvio: não muito tempo atrás, a maioria dos jornais escrevia sobre “a primeiro-ministro Margaret Thatcher”, simplesmente porque o feminino “primeira-ministra”, até então um fato novo na História e, por consequência, na língua, causava estranheza a ouvidos conservadores. (Aliás, já neste século, há jornais que ainda não se acostumaram: RTP, com notícias da Agência Lusa, em 2005: “O filho da ex-primeiro-ministro Margaret Thatcher…”).

Da mesma forma, é só porque o Exército brasileiro (como os de quase todo o mundo) quase não tem mulheres que ainda haja quem (erroneamente) chame uma mulher de soldado: uma mulher, naturalmente, só pode ser uma soldada.

Da mesma forma, são corretíssimos os femininos adidaalfaiatabacharelafilhotageneralamarechala, mecânica, música, oficiala, paraninfa, reitora e sargenta. E, da mesma forma que até poucos anos atrás se falava em “a senador”, “a ministro”, “a conselheiro” e “a capitão”, muito em breve será absurdo se referir a uma pilota de carro, avião ou moto como “a piloto”.

10 comentários sobre “O feminino de piloto é pilota

  1. Pingback: O problema do “português decoreba” dos cursinhos… | DicionarioeGramatica.com

  2. Jornais supostamente de bom nível até hoje escreverem “uma piloto”, por não acharem a palavra “pilota” no dicionário, me faz lembrar um causo que li num blogue, não lembro qual: o blogueiro conta que, numa livraria, estava próximo de um casal folheando o dicionário, ao que a menina enfim aponta triunfante: “Está vendo? Não existe “obrigada” no dicionário! A tua irmã está errada quando diz que nós mulheres não devemos agradecer com “obrigado”…

    Curtido por 2 pessoas

  3. Pingback: Carteira: o feminino de carteiro | DicionarioeGramatica.com

  4. Pingback: O feminino de “soldado” é “soldada” | DicionarioeGramatica.com

  5. Tudo meras opiniões, como a dou a seguir. Essa percepção linguística de dar uma versão feminina a palavras classificadas como masculino repercute até hoje com a criação infindável de novos verbetes femininos na língua portuguesa. Machismo na língua só para os ignorantes das culturas no mundo. Questões feministas à parte, na língua e cultura inglesa essa discussão de afagos a movimentos e autores é mais difícil (pilot, engeneer, teacher) e os “estudiosos” deveriam expor isso aos leitores. Questão cultural? Alguns querem tornar-se mais ilustres, como certa ex-presidente, e cada vez complicam mais nossa entrucado português que tão poucos brasileiros sabemos falar. Seguindo este estúpido conceito de atualização com seriedade, urge uma NOVA REFORMA ORTOGRÁFICA BRASILEIRA, para “estudantas”, “carteiras”(não de bolso), e “soldadas” (não com solda, mas com soldo), “motoristos” e “maquinistos” (homens que dirigem veículos motorizados), e um “etc.” sem fim de correções.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s