Siglas no plural: um DVD, dois DVDs, um CD, dois CDs, uma ONG, duas ONGs

Novamente, uma professora portuguesa se mete a espalhar pela Internet o mito de que, em português, siglas não têm plural. Segundo ela, dever-se-ia escrever “comprei dois CD“.

Ante tamanha insensatez (a língua já tem complicações reais demais para que alguém se meta a inventar proibições inexistentes), só nos cabe enfatizar: não, não existe nenhuma regra gramatical que impeça a pluralização de siglas em portuguêsPelo contrário: os únicos gramáticos que abordam o tema expressamente recomendam o uso do plural (“um CD, dois CDs“); os principais dicionários (Houaiss, Aurélio, Porto Editora, Academia Brasileira de Letras, Aulete, Michaelis) usam plurais em siglas; e a própria CPLP também.

Sim, como mostram fotos a seguir, a Academia Brasileira de Letras, o Dicionário Aurélio e o Dicionário Houaiss recomendam escrever, no plural, “CDs”, “DVDs”, etc.

É o mesmo que fazem o Dicionário Aulete (clique aqui), o Michaelis (aqui), os dicionários da portuguesa Porto Editora (aqui): todos usam siglas no plural, pelo acréscimo de um “s” minúsculo: um CD, dois CDs; um DVD, dois DVDs; uma ONG, duas ONGs.

Quanto aos gramáticos – Celso Luft, Napoleão Mendes de Almeida, Silveira Bueno e  Paschoal Cegalla são todos unânimes na questão:

IMG_1520

ghG.jpg

Também o professor Pasquale Cipro Neto assim afirma, em sua gramática:

gh

E o maior gramático da língua portuguesa hoje vivo, Evanildo Bechara, diz o mesmo em sua Moderna Gramática Portuguesa:

12977023_10207679431775849_2314105013995323548_o

Mas atenção: o “s” deve ser sempre minúsculo; e é errado usar apóstrofo: o certo é “dois DVDs” (e não “dois DVD’s“).

Vide, por exemplo, o plural de CD no Dicionário Aurélio:

IMG_1519

Ou, aqui, o plural de uma sigla no Dicionário Houaiss (2016):

IMG_1846

Vide, também, o plural de DVD no Dicionário da Academia Brasileira de Letras:

IMG_1517

Já a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, em sua mais recente declaração presidencial (a “Declaração de Díli”), assinada pelos presidentes de Brasil, Portugal e dos demais países lusófonos, oficializou a recomendação formal da “integração progressiva dos Vocabulários Ortográficos Nacionais (VONs) num Vocabulário Ortográfico Comum da Língua Portuguesa (VOC)“.

A “teoria” de que siglas não têm plural é tão absurda que obrigaria a que, antes de usar uma sigla, o falante pensasse se a sigla ainda é uma sigla, escrita com maiúsculas, ou se já se escreve com minúsculas – uma vez que ninguém discute que, quando escrita com minúsculas, óvni (da sigla para Objeto Voador Não Identificado) vira, no plural, óvnis.

Em suma: se, mesmo com isso tudo, alguém ainda disser (sem nenhuma gramática, acordo ou convenção como embasamento) que é errado usar plurais em siglas, basta ignorar – ou recomendar-lhe que deixe de prender-se a regras “inventadas”, como essa, que só se encontra em sites na Internet – mas em nenhuma gramática ou dicionário, nem tem qualquer embasamento teórico, linguístico ou factual.

Um comentário sobre “Siglas no plural: um DVD, dois DVDs, um CD, dois CDs, uma ONG, duas ONGs

  1. Pingback: Perdoe-os, que não sabem o que dizem | DicionarioeGramatica.com

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s