Existe qüestão? ‘Kestão’ ou ‘cuestão’, a pronúncia de questão

img_2767

Questão já teve trema? Pode-se pronunciar o “u” de questão? A pronúncia “qüestão” (ou “cuestão”, ou “kuestão”) está correta? Sim, sim e sim. Veja a explicação abaixo.

Um leitor que diz nunca ter ouvido a palavra “questão” com o “u” pronunciado diz ter estranhado a pronúncia da cantora na bela versão de Pra que chorar, de Vinicius de Moraes, usada pela Rede Globo na abertura de uma telenovela:

Não há dúvida de que a pronúncia “kestão” seja a mais comum – é a única que se ouve hoje em São Paulo e em grande parte do Brasil. Mas fora da megalópole brasileira – seja no Nordeste brasileiro, seja no Rio Grande do Sul, seja em Brasília – é comum ouvir o “u” pronunciado na palavra questão e em seus derivados (como “qüestionar”). E, como pode ver-se no Dicionário Houaiss ou no Vocabulário Ortográfico da Academia Brasileira de Letras (e isso desde a primeira edição, em 1981), ambas as pronúncias são válidas – com ou sem o “u”.

É impressionante, porém, a ignorância de alguns jornalistas paulistas, que, apenas por terem crescido em uma região onde a pronúncia “qüestão” não ocorre, afirmam categoricamente, Internet afora, que “a pronúncia kuestão está errada, porque questão nunca teve trema”. Impressiona mesmo a capacidade que têm de tirarem afirmações assim sabe-se lá de onde, sem se darem ao trabalho de abrir um dicionário ou vocabulário – onde veriam que estão simplesmente errados.

Já no primeiro Houaiss, pré-Acordo Ortográfico, lá estava, logo em seguida à palavra questão, a palavra qüestão, com trema, como opção válida. Com a reforma ortográfica (que eliminou o trema), a grafia passou a ser uma só – “questão” -, mas as duas pronúncias, com ou sem o “u”, continuam válidas – como se vê na indicação ortoépica do Houaiss, ou em uma simples pesquisa no Vocabulário Ortográfico da Academia Brasileira de Letras.

Como mostra o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (VOLP), aliás, todas as seguintes palavras relacionadas a “questão” admitem as duas pronúncias – seja com o “u” mudo, seja com o “u” pronunciado:

questão (u ou ü) s.f.
questionabilidade (u ou ü) s.f.
questionação (u ou ü) s.f.
questionado (u ou ü) adj.
questionador (u ou ü..) adj. s.m.
questionamento (u ou ü) s.m.
questionante (u ou ü) adj. s.2g.
questionar (u ou ü) v.
questionário (u ou ü) s.m.
questionável (u ou ü) adj.2g.
questiúncula (u ou ü) s.f.
questiuncular (u ou ü) v.
questor (u ou ü) s.m.
questorado (u ou ü) s.m.
questório (u ou ü) adj.
questuário (u ou ü) adj. s.m.
questuoso (u ou ü) adj.

A dupla possibilidade de pronunciação, recorde-se, nada tem de raro em português – pelo contrário, é admitida em palavras ainda mais comuns da língua, como líquido (que antes podia escrever-se com ou sem trema, e que continua a poder ser pronunciada das duas formas).

Por fim, para os puristas a quem possa incomodar a informação de que a pronúncia “qüestão” também é admitida, cabe recordar: a palavra nos veio do latim quaestiōne, e, em latim,  o “u” era obrigatoriamente pronunciado – como ainda o é em três de nossas línguas mais próximas: o galego, o espanhol e o italiano.

Etimologicamente, portanto, não há dúvida: a pronúncia “qüestão” é no mínimo tão legítima quanto a alternativa sem o “u“.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s