“Mão de obra” não leva hífen na nova ortografia

untitled

Antigamente se escrevia mão-de-obra, com hifens. Já o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa determinou que “Nas locuções de qualquer tipo não se emprega em geral o hífen. Sirvam, pois, de exemplo de emprego sem hífen as seguintes locuções: cão de guarda, fim de semana, sala de jantar“. O uso do hífen ficou restrito às “palavras compostas por justaposição que não contêm formas de ligação” (como preposições).

Assim, na nova ortografia deve escrever-se mão de obra sem hífen – como se pode ver no Vocabulário Ortográfico da Academia Brasileira de Letras (VOLP) e em todos os dicionários brasileiros, como o Aurélio, o Houaiss, o Michaelis e o Aulete, e também no Vocabulário Ortográfico Português (de uso oficial em Portugal), no Vocabulário Ortográfico da Academia de Lisboa (homóloga da nossa ABL) e em dicionários portugueses como os da Porto Editora.

2 comentários sobre ““Mão de obra” não leva hífen na nova ortografia

  1. Nossa, muita coisa da nova ortografia achei legal, ou tudo bem. Mas mão de obra sem hífen sério, tem como apelar na academia brasileira de letras? É um termo, o termo é mão-de-obra, não é mão de uma obra, não é mão de obra, é específico. Fora que é termo consagrado pelo uso, o que creio a reforma disse que termos consagrados pelo uso não iriam mudar.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s