Falta nos dicionários: itê

No excelente livro infantil Os doze trabalhos de Hércules, de Monteiro Lobato:

Pedrinho trepou numa oliveira das mais carregadas e começou a encher o embornal, depois de haver provado uma e cuspido, numa careta.
— Estão maduras, sim — disse ele — mas Nastácia, que só conhece azeitonas de lata, não é capaz de reconhecer estas. Gosto muito diferente e horrível. Lembra certas frutinhas do mato que ninguém come, de tão amargas ou itês.

Itê (no plural, itês), usada por Monteiro Lobato, é palavra que não vem em quase nenhum dicionário.

No Houaiss aparece “ité”, com dois sentidos distintos: 1) azedo; 2) sem gosto. Além de contraditórios entre si, os dois sentidos parecem incorretos – na verdade, a palavra deve ser o tupi  ite, cujo significado é “repulsivo, ruim (como o gosto de fruta não madura)“. 

Também é erro do Houaiss só registrar a forma “ité”, se é itê que tem uso – como mostra, além de sua presença em Monteiro Lobato, sua inclusão no Dicionário Informal – dicionário colaborativo, para o qual qualquer um pode enviar palavras.

Em dicionários “formais”, itê, com circunflexo, só vem no dicionário Aulete – mas, neste, também com a definição errada, de sem sabor, quando o uso e a etimologia indicam que itê é algo que tem sabor… ruim.

Como tantas vezes aqui já vimos, com dicionários é assim – nenhum é perfeito nem completo; o melhor é alternar-se entre todos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s