“No Laos”, e não “em Laos” – países, em geral, levam artigo definido

IMG_4195.PNG

O jornal O Globo acaba de publicar notícia sobre bebê resgatado “em” Laos. Erraram. Em bom português, o bebê foi resgatado no Laos. O Laos é um país da Ásia e, como ocorre com a maioria dos países na língua portuguesa, leva o artigo definido: diz-se, assim, “no Laos”, “do Laos”, e não “em Laos” ou “de Laos”.

O uso do artigo definido com os nomes próprios de lugares (topônimos) é questão complexa da gramática portuguesa, pois não há uma regra única: a maioria das cidades, por exemplo, não leva artigo (“em São Paulo”, “em Lisboa”, “em Porto Alegre”), mas há exceções (“no Rio de Janeiro”). Já a maioria dos países leva artigo (“o Brasil”, “a Alemanha”, “o Laos”), mas também há várias exceções, como é o caso de Portugal.

Para não errar, assim, é necessário memorizar cada caso – ou recorrer à lista completa de países com os quais se usa (e com os quais não se usa) o artigo definido, elaborada conforme as informações do dicionário Houaiss, que segue, nesse tema, o Ministério das Relações Exteriores brasileiro.

Como se pode ver na lista, dispensam o artigo os seguintes países membros da ONU: Andorra, Angola, Antígua e Barbuda, Barbados, Belize, Cabo Verde, Chipre, Cuba, El Salvador,  Fiji, Gana, Granada, Honduras, Israel, Liechtenstein, Luxemburgo, Madagascar, Malta, Maurício, Moçambique, Mônaco, Montenegro, Myanmar, Nauru, Omã, Palau, Ruanda, Santa Lúcia, San Marino, São Cristóvão e Névis, São Vicente e Granadinas, São Tomé e Príncipe, Singapura, Timor-Leste, Tonga, Trinidad e Tobago, Tuvalu, Uganda e Vanuatu.

Com todos os demais países – como por exemplo o Laos -, o artigo definido deve ser usado.

Por fim: quem nasce no Laos é laosiano. Alguns dicionários trazem como sinônimas as formas laocianolaotiano, que nada mais são que barbarismos copiados de outras línguas; os gramáticos recomendam apenas a forma laosiano.

10 comentários sobre ““No Laos”, e não “em Laos” – países, em geral, levam artigo definido

  1. Caro,

    Hoje vi, por acaso, que a prefeitura da capital do Rio Grande do Norte se refere à cidade como o Natal e, portanto, se identifica como Prefeitura Municipal do Natal. Eu nunca tinha ouvido o nome da cidade pela boca de algum seu munícipe, e sempre que o ouvi ou vi escrito ou o escrevi, foi sem estar acompanhado de artigo.

    Os natalenses se referem a (ao) Natal como o Natal desde sempre?

    Curtir

  2. O separador de milhar é um ponto ou um espaço?
    2 000 ou 2.000?
    21 000 ou 21.000?
    213 000 ou 213.000?
    2 134 000 ou 2.134.000?, etc.

    Podemos usar esse separador na parte decimal?
    0,000001 ou 0,000 001?
    0,000000001 ou 0,000 000 001?
    5,234567 ou 5,234 567?
    23,158897 ou 23,158 897?, etc.

    A forma mista (ponto na parte inteira e espaço na decimal) é possível?
    1.345,345 879 ou 1 345,345 879?
    81.456,117 894 ou 81 456,117 894?
    813.456,117 894 ou 813 456,117 894?
    8.137.456,117 894 ou 8 137 456,117 894?, etc.

    Lembrando que, segundo o BIPM, quando tiver 4 algarismos, o uso do espaço é facultativo:
    2000 ou 2 000;
    0,0001 ou 0,000 1;
    5,2345 ou 5,234 5;
    37,4889 ou 37,488 9;
    152,8941 ou 152,894 1.

    Desculpe-me pelo texto longo. Por favor, responda-me e faça um artigo falando disso.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s