O que é um “benjamim” (ou “benjamin”)? Benjamim é sinônimo de tê (ou de caçula)

Na publicação anterior, comentamos a estranha ausência do significado do substantitvo tê como plugue ou conector elétrico. A melhor definição para o que é um tê, usada na publicação, pode ser encontrada no dicionário Houaiss – mas não no verbete “tê”, e sim no verbete “benjamim”.

Um benjamim é um sinônonimo de tê – plugue ou conector elétrico que permite a ligação de ao menos três tomadas simultaneamente -, usado apenas em alguns estados brasileiros (por exemplo no Rio de Janeiro).

Por outro lado, benjamim também é sinônimo de caçula – filho mais novo (e, por extensão, em sentido figurado, o membro mais jovem de um grupo, ou ainda no sentido de “o protegido”, “o preferidinho”).

Em todos os casos acima, deve-se escrever benjamim ou benjamin? A terminação deverá ser “m” ou “n”?

A resposta é que a terminação correta é em “m”. A única palavra dicionarizada é benjamim. Isso porque, em português, o som final forte “im” ou “in” (em termos técnicos, um “i” nasal em sílaba tônica) é sempre escrito “im”.

Em nomes de pessoas, é claro, cada um mantém a grafia que recebeu ou que desejar – assim como existe o nome “Antonio” sem acento, ao lado de Antônio e António, e como existem as grafias Cezar, César, Cesar etc; também muitos brasileiros se chamam “Benjamin” com “n”.

A grafia tradicional portuguesa (inclusive do nome), porém, é Benjamim, com “m” ao final. Da mesma forma, o substantivo comum “benjamim”, seja no sentido de plugue elétrico, seja no sentido de filho mais novo, deve ser escrito benjamim (no singular). O plural, é claro, é com “n”: um benjamim, dois benjamins (assim como um mandarim, dois mandarins; um florim, dois florins; um guaxinim, dois guaxinins; o fim, os fins; o quindim, os quindins; o camarim, os camarins.

T: O que é um tê? Tê é um tipo de plugue ou extensão elétrica – ou, ainda, de peça hidráulica.

É surpreendente que não conste ainda de nenhum dos grandes dicionários da língua – nem mesmo dos brasileiros HouaissAurélio – usual há pelo menos meio século em todo o Brasil:

Um tê é um “plugue ou extensão elétrica com três ou mais tomadas em que se ligam três ou mais plugues de lâmpadas ou aparelhos elétricos“.

A excelente definição acima, que serve perfeitamente para o substantivo , é de autoria de Houaiss – retirada, porém, da definição do dicionário Houaiss não para tê, e sim para benjamim (palavra que significa o mesmo que , porém de uso geograficamente muito mais limitado).

Se nem o significado mais usual de  (o elétrico) não consta dos dicionários, é compreensível que tampouco se encontre o significado de tê como peça hidráulica (tubo, conexão) – que, embora ausente dos dicionários, é claramente o sentido mais usual do substantivo na Internet, como comprova uma simples busca pela palavra “tê” no Google Imagens:

 teste

Nessa história toda, o “ponto” vai para o dicionário Michaelis, cuja definição de tê, embora pouca longa e pouco detalhada, é das únicas que minimamente contemplam os significados acima expostos: Michaelis define , substantivo masculino, como “Qualquer peça que tenha a forma da letra T“.