“Malasiano”? Não, obrigado – já temos malaio e malásio

Untitled

Na Folha de S.Paulo de hoje, “Possível destroço de avião malasiano desaparecido é achado“. Para além da péssima justaposição de “desaparecido é achado” (a palavra “desaparecido”, aliás, é desnecessária na manchete), por que “malasiano”?

Resposta: porque quase todas as notícias internacionais da imprensa brasileira são meras traduções (ruins) de notícias em inglês – e em inglês se diz emprega o adjetivo “Malaysian” para aqueles que em português sempre foram os malaios, ou, mais recentemente, malásios.

O neologismo malásio é aceito: diferentemente da “malasiano” da Folha, malásio está no Dicionário Houaiss, no Aurélio, no Michaelis, no Priberam e no dicionário da Porto Editora; sua criação se deveu à necessidade moderna de distinguir o adjetivo pátrio relativo ao país e a todos os seus cidadãos da denominação tradicional “malaio”, em geral associada a uma etnia específica: a etnia predominante no país.

Essa necessidade moderna de diferenciação é o que levou a criação, entre outros, dos bons neologismos somaliano (para diferenciar o adjetivo pátrio, quando necessário, da forma tradicional somali, nome da língua e da etnia de quase todos os somalianos); cazaquistanês (que muitos usam em contraste com cazaque), uzbequistanês (que pode ser usada em contraste com usbeque), sri-lankês (para marcar a diferença com cingalês), etc.

Mas, se já temos dois gentílicos para a Malásia – malaio malásio -, a invencionice “malasiano” definitivamente não nos falta. É erro de português mesmo.

Quem nasce no Sri Lanka é srilankês, não cingalês

srilanka

O Sri Lanka é um pequeno país ao sul da Índia, que ocupa a ilha que os portugueses originalmente batizaram de Ceilão.

Quem nasce no Sri Lanka é srilankês – e não “cingalês”, como dizem, erroneamente, muitos dicionários. Cingalês é o nome da língua e da etnia majoritárias no Sri Lanka; no entanto, nem todos os srilankeses são cingaleses: cerca de 10% dos habitantes do Sri Lanka pertencem à etnia tâmil.

Cingalês, palavra antiga na língua portuguesa, corresponde a Sinhalese em inglês; cingalés, em espanhol; Cinghalais em francês. O cingalês é uma das duas línguas oficiais do Sri Lanka (a outra é o tâmil).

Como define o dicionário Oxford, cingaleses (Singhalese ou Sinhalese) são “um povo originário da norte da Índia, que hoje constitui a maioria da população do Sri Lanka“.

Já o neologismo srilankês corresponde ao inglês  Sri Lankan; ao francês Sri Lankais; e ao espanhol esrilanqués: são srilankeses os “nativos ou habitantes do Sri Lanka” – de qualquer etnia, sejam eles cingaleses, tâmeis, portugueses, brasileiros ou de qualquer outra origem.