Peixinho-dourado ou quínguio: falta nos dicionários

Presentes em aquários em lares, escritórios e consultórios odontológicos de todo o mundo, mas ausentes dos dicionários: o nome mais popular do peixe de aquário mais popular do mundo – o peixe-dourado ou peixinho-dourado – por alguma razão simplesmente não aparece (com esses nomes) no Aurélio ou no Houaiss.

O nome científico do peixinho-dourado é Carassius auratus. O Aurélio e o Houaiss registram a espécie com outros nomes, como peixe-vermelho (e inclusive, erroneamente, como “dourado”, nome de outro peixe), mas deixaram de lado os nomes pelos quais o peixe é mais conhecido no Brasil: peixinho-dourado (em inglês, goldfish). 

Embora originário da China, o peixe-dourado ou peixinho-dourado é também conhecido, no Brasil, por peixe-japonês, por sua popularidade como animal de estimação em comunidades nipo-brasileiras – sendo chamado, ainda, quínguio (do japonês kingyo – os dois uu do nome quínguio são mudos), forma usada inclusive em artigos científicos de universidades do Paraná, de Minas Gerais, de Mato Grosso do Sul, de São Paulo, etc.

[Editado: Os artigos acima mencionados, no entanto, esqueceram-se do obrigatório acento agudo: como a pronúncia (como bem aponta o visitante Luciano, nos comentários, abaixo), é kínguio, e não kinguío, o aportuguesamento necessariamente precisa de acento: quínguio.]

Os dicionários brasileiros não apenas deveriam incluir peixe-dourado, peixinho-dourado e quínguio – por serem esses os nomes populares do peixe no Brasil -, como também deveriam retirar a indicação atual de que um dos nomes comuns do peixinho de aquário é “dourado”: todo vendedor ou amante de peixes sabe que são dois peixes completamente diferentes – um é o peixinho-dourado (Carassius auratus), de aquário; e outro, sem nenhum relação, é o peixe cujo nome é dourado, que nada tem a ver com os peixinhos de aquário. O dourado (gênero Salminus) é um peixe muito grande, de até um metro, popular na pesca desportiva na América do Sul.

Além do peixinho-dourado e do dourado, existem ainda:

  • dourada (Brachyplatystoma), tipo de bagre, parente do pintado, exclusiva da bacia do rio Amazonas;
  • …que, por sua vez, não deve ser confundida com a dourada europeia (Sparus), popular em Portugal e em outros países do Mediterrâneo; e
  • dourado-do-mar (Coryphaena), também conhecido como cabeçudo ou delfim, e, em inglês, como dolphinfish ou mahi-mahi.

Existem, portanto, uma dourada amazônica (gênero Brachyplatystoma) e uma dourada europeia (Sparus), além de um dourado-do-mar (Coryphaena) e de um dourado de água doce (Salminus). Não há, portanto, por que aumentar a confusão, incluindo na mesma entrada o peixe-dourado (Carassius auratus), que é conhecido como peixinho-douradoquinguio ou peixe-japonês – mas nunca é chamado simplesmente “dourado”.